Archive for ‘World’

September 27, 2012

Forget About Google Street View, Its Ocean View Time!

[check it out]

Tags:
May 23, 2012

O século XX recordado

[Pedro Adão e Silvapublicado no Expresso de dia 12 de Maio]

Paira um espectro sobre a Europa – o espectro de Weimar. A combinação de crise económica com desemprego galopante e punição moral imposta desde o exterior está a traduzir-se, como aconteceu na Alemanha nos anos 30, em implosão do sistema partidário, ingovernabilidade e em crise de legitimidade do regime. Para já, o espectro de Weimar parece estar apenas a ensombrar Atenas, mas há boas razões para temermos a sua capacidade de contágio.

Os paralelismos entre a situação grega de hoje e a agonia da democracia liberal nos anos 30 são demasiados para poderem ser ignorados. Quando, no espaço de dois anos, a votação combinada dos dois partidos que governaram a Grécia nas últimas décadas cai de 80% para 33%, 19% dos eleitores votam em partidos que não elegem deputados e os restantes em partidos extremistas, é sinal que estamos na presença de um colapso dos equilíbrios sociais e políticos na base do regime.

Em Weimar, desfeito o consenso entre Estado, patrões e mundo sindical, também o Governo alemão sentiu que só lhe restava impor cortes económicos e sociais brutais. As consequências são conhecidas: o desemprego em massa e a humilhação do Tratado de Versalhes revelaram que a democracia estava impreparada para lidar com a “era das catástrofes”. Na altura, a comunidade internacional assistiu com uma passividade que compara com o modo como hoje encaramos as exigências política e socialmente inviáveis que estão a ser feitas ao povo grego. Ontem como hoje, a depressão social e económica empurrou a democracia liberal para o espartilho dos radicalismos de direita e de esquerda.

Contudo, como nos recorda a história, nunca estamos face a inevitabilidades. A Grande Depressão não colocou fim às democracias liberais em todo o lado. As consequências políticas foram distintas, para dar dois exemplos, nos EUA (com o New Deal do Presidente Roosevelt) e na Suécia (com o triunfo da social-democracia como ‘casa do povo’, do primeiro-ministro Per Hansson). O que nos serve para recordar que há sempre margem de manobra política e que o modo como é utilizada está longe de ser irrelevante.

Hoje, perante a catástrofe social e as consequências políticas que eram previsíveis, resta saber se a Grécia funcionará como vacina, obrigando a mudanças na Europa que impeçam o contágio e a dissolução dos sistemas partidários como os conhecemos, ou se, pelo contrário, estamos face ao início de uma epidemia que acabará por alastrar a toda a Europa, partindo das periferias, mas atingindo também o centro. Está nas mãos dos governos europeus escolher. Até agora têm cometido demasiados erros e, pior, têm insistido na trajectória falhada que ameaça os regimes.

Estamos a viver um momento crucial para a Europa e convém recordar lições da História que não devem ser esquecidas. A primeira das quais é que “não podemos ser inocentes outra vez” e pensar que a irracionalidade e o mal absoluto não são ameaças que estão sempre ao virar da esquina.

April 18, 2012

“My mum came in and I switched to porn, much easier to explain”

If you’re not familiar with the impossibly pink world of the Harajuku Girl, try the below video of the subculture’s poster-girl icon, Kyary Pamyu Pamyu (utterly contagious, if nothing else). It’s a particularly alien world of brightly coloured toys, insanely vivid clothing and… well, as a comment on the aforementioned YouTube clip goes… “my mum came in and I switched to porn, much easier to explain”. Precisely.

For the purpose of this post, you need only know that the poster-girl icon in question is ‘big in Japan’. Blogger/model/singer/entrepreneur, and all-round bundle of cutesy madness – the 19 year-old’s debut full-length album, Pamyu Pamyu Revolution, is set to be released at the end of May; and Steve Nakamura – the art director of its accompanying 60+ page photobook – has sent through some exclusive snaps for our bemused perusal. Thanks Steve, I think…

[via WH]

Tags:
March 23, 2012

“The most potent weapon of the oppressor is the mind of the oppressed.”

January 27, 2012

ACTA

Homemade ‘Vendetta’ masks hide the faces of members from the libertarian Palikot’s Movement Party during a parliament session in Warsaw, Poland, on January 26, 2012. The masks were used to symbolize the party’s dissension against the Anti-Counterfeiting Trade Agreement (ACTA) which was passed in the European Union today. ACTA is the Euro-territory version of SOPA, which was shelved in the United States.
[via hungeree]